Prefeitura Municipal de Parau

Paraú é um município brasileiro no estado do Rio Grande do Norte, localizado na microrregião do Médio Oeste. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano 2003 sua população era estimada em 4.118 habitantes. Área territorial de 411 km².

Por proposta de um vereador, foi criada uma lei e realizado um plebiscito que alterou o nome do município para Espírito Santo do Oeste em abril de 1998. No entanto, dois anos depois, a alteração foi impugnada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que não homologou a alteração, voltando o município ao seu nome original.

História

Em 1701, Padre Lúcio de Mendonça de Sá, Alferes Manoel da Silveira de Carvalho, Diogo de Mendonça Bernardo Vieira de Melo, o último Capitão-Mor-Governador do Rio Grande do Norte, receberam sesmarias de três léguas cada uma, no rio Paraú, no município de Campo Grande.

Luiz Justino de Oliveira, fundador de Paraú, nasceu na fazenda Cachoeira, em 1875. Aos 23 anos, mudou-se para a fazenda Espírito Santo, casando-se com Maria Damásia Gomes. Estabeleceu-se numa casa de taipa, com pequeno negócio de compra e venda que prosperando proporcionou a abertura de casas comerciais em outros municípios.

Ali permaneceu, mesmo após o falecimento de sua esposa, empenhou-se em fazer progredir a sua terra, pelo bem comum. Em 1911, casa-se novamente, com Maria Siqueira Cabral, iniciando no ano seguinte, a construção de uma capela à devoção do Divino Espírito Santo, Padroeiro do município. Mas já havia no agreste um município com idêntica denominação, e ao ser instalada a agência dos Correios e Telégrafos, teve seu nome mudado para Paraú de PERAU-U (rio do peraú, dos buracos submersos, onde se perde o pé). Sendo elevado à categoria de município com a denominação de Paraú, pelo decreto estadual nº 2781, de 10-05-1962, desmembrado de Augusto Severo.